Informativos

Mês da mulher: pesquisa da Kantar mostra que brasileiros querem mais respeito das marcas

Neste mês em que se comemorou o Dia Internacional das Mulheres, a Kantar lançou uma pesquisa que revela que 61% dos brasileiros acreditam que as marcas ainda precisam tratar com respeito e colocar em prática as opiniões delas. Como a sua marca trata o público feminino?

A pesquisa realizada pela Kantar ouviu 2000 brasileiros no fim de 2019 e perguntou: “O que você acha que as marcas podem fazer para representar melhor as mulheres?”. E 61% dos brasileiros, independentemente dos gêneros feminino e masculino, concordam em dois pontos: elas precisam tratar as mulheres com respeito e precisam ouvir e por em prática as opiniões delas. Entre os resultados da pesquisa:

  • 62% das entrevistadas disseram que gostariam de se ver representadas em situações reais do dia a dia. Apenas 48% dos homens concordaram com essa afirmação.
  • 65% das mulheres gostariam mais respeito no tratamento na comunicação.
  • 52% gostariam de ver mais diversidade entre as figuras femininas que aparecem.
  • Entre os homens os percentuais para as duas últimas afirmações foram de 40% e 58%.

Esses números mostram que as respostas das mulheres são entre oito e catorze pontos percentuais acima que as masculinas. “Isso mostra uma diferença de percepção sobre a representatividade feminina nas diferentes comunicações”, diz Valkiria Garré, CEO de insights da Kantar.

“Por terem sofrido por um silenciamento e apagamento de suas vozes e imagens por muito tempo, a sensação de que há muito a ser feito é muito maior partindo delas. Marcas e homens precisam se colocar no lugar delas e, assim, tomar um posicionamento mais forte em relação à representatividade.” Valkíria também afirma que os números mostram que “o público masculino ainda gosta de ver uma mulher idealizada”.

Setores com maior igualdade no tratamento – Para completar o levantamento, foi perguntado quais setores impulsionam mais para a igualdade entre homens e mulheres. Para mais de 60% dos brasileiros os setores de beleza e moda estão fazendo o seu papel em impulsionar a igualdade entre esses dois gêneros. Já o setor automobilístico e as cervejarias ainda precisam melhorar o seu trabalho – menos de 45% dos entrevistados acreditam que eles estão fazendo sua parte nesse sentido.

Aza ContabilidadeMês da mulher: pesquisa da Kantar mostra que brasileiros querem mais respeito das marcas

Related Posts