Informativos

Como motivar funcionários? Pesquisa diz que até pizza tem mais efeito que dinheiro

Buscando como motivar funcionários, gestores e profissionais de RH estipulam todos os tipos de metas e premiações. Bonificações, jantares, passagens aéreas, viagens inteiras e até mesmo carros. Em meio a tanta criatividade e dinheiro envolvido, uma pesquisa provou que apostar na simplicidade pode ser um caminho por vezes até mais lucrativo. Mais especificamente, mostrou que pizza e elogios proporcionam melhores resultados do que dinheiro vivo.

Dan Ariely, professor de psicologia e economia comportamental na Universidade de Duke e no MIT, convenceu os gestores de uma fábrica de semicondutores a realizarem um teste motivacional bem curioso. A empresa foi dividida em 4 grupos, e para cada um deles foi oferecido uma premiação diferente para o batimento de metas:

Grupo 1: um voucher de pizza
Grupo 2: bônus de 30 dólares em dinheiro
Grupo 3: um elogio do chefe
Grupo 4: nada! Pare este grupo, foi apenas passada a meta em si, sem nenhum tipo de premiação

O Resultado:

– Após um dia de experimento, a pizza se mostrou a recompensa de maior valor motivacional, aumentando a produtividade dos funcionários em 6,7%; em segundo lugar ficou o elogio, com 6,6% de aumento na produtividade;

– O valor em dinheiro obteve os piores resultados. Sendo que no segundo dia de testes, o grupo que receberia o valor em dinheiro em troca da meta chegou a ter produtividade menor até mesmo do que o grupo sem recompensa alguma.

– No final do período de testes, os elogios terminaram em primeiro e a pizza em segundo.

Para Ariely, o resultado mostra que agimos de acordo com escalas de tempo que o dinheiro não é capaz de mensurar. As pessoas buscam motivações duradouras, encontrar um propósito no que fazem e se sentir valorizadas. O professor ainda defende que as empresas têm muito a ganhar se testarem diferentes técnicas motivacionais em sua rotina, buscando os modelos e estratégias mais adequadas aos seus funcionários.

Como motivar funcionários no mercado de trabalho atual

Inspirados nos resultados da pesquisa, o blog Benefi, especializado em RH e gestão de pessoas, listou algumas dicas para manter colaboradores motivados, sem que isso envolva recompensas em dinheiro. Segundo artigo divulgado pelo blog, é a motivação dos colaboradores, e não os números, que representa verdadeiramente a saúde de uma empresa: “Os resultados, como o próprio nome já diz, são apenas consequência. E se, assim como um corpo saudável tem mais disposição, uma equipe feliz e engajada apresenta melhor desempenho.”

Empoderamento dos funcionários

Segundo os profissionais do blog, a liberdade para análise e tomada de decisão, que normalmente é associada à benefícios como agilidade, contribui diretamente para a motivação. O argumento é que colaboradores tendem a se sentir desmotivados com cancelamentos constantes ou paralisações devido à demora nas aprovações.

Propósito

Segundo levantamento da Sodexo, mais de 50% dos brasileiros acreditam que seu propósito de vida está conectado com o trabalho atual. Neste sentido, a Benefi indica que incluir o propósito de vida dos colaboradores nas suas rotinas do trabalho, contribui para motivação e retenção de talentos. “Em certos casos, ajudar a ajudar pode ser uma ótima estratégia. No lugar de uma premiação para o colaborador, por exemplo, pode ser feita uma doação para instituições que ele acredita ou ajuda. Principalmente para pessoas que têm seu propósito ligado a causas como sustentabilidade ou bem estar social/animal”.

Ética no trabalho

Ambientes divertidos são motivadores. Mas, nestes momentos, é muito comum ver pessoas “se passando”. O mesmo vale para relações entre líderes e liderados. Certos “puxões de orelha” podem até ser motivadores, mas desde que não se transformem em ofensa ou humilhação.

Neste sentido, segundo o blog, “a ética no trabalho não deve ser vista como um conceito chato, castrador, mas sim como o incentivo à relacionamentos saudáveis, onde o indivíduo se sente confortável perante o grupo.”

Flexibilidade

A flexibilidade é apontada como tendência por diversos especialistas de gestão e RH. “Poder trabalhar de casa (ou de onde quiser) em determinados dias oferece mais qualidade de vida para o colaborador, que passa mais tempo com a família e não precisa enfrentar o trânsito enlouquecedor que se repete em tantos lugares.”

Recompensas para metas plausíveis

Estipular metas plausíveis (nem tão fáceis e nem tão impossíveis) é uma das estratégias mais recomendadas para manter a moral da equipe. Além disso, retomando a pesquisa do professor Dan Ariely, isso nem sempre precisa ser traduzido em dinheiro. Uma simples mensagem do CEO pode fazer toda a diferença.

Investir no colaborador

Existe uma célebre frase de Henry Ford: “Só há uma coisa pior que FORMAR colaboradores e eles partirem… é não os FORMAR e eles permanecerem”. Neste sentido, oferecer meios de qualificar o colaborador, segundo o artigo da Benefi, pode ser altamente motivacional. Para tanto, os cursos online se mostram ótimas alternativas: são econômicos e podem ser acessados de qualquer lugar.

Fit cultural e perfil comportamental

Segundo levantamento da Page Personnel, 90% das demissões no Brasil são por motivos de conduta inesperada ou inapropriada. Neste sentido, o artigo da Benefi defende que contratar apenas por skills, e esquecer o perfil comportamental do candidato, muitas vezes é uma decisão fadada ao fracasso. Aumenta os níveis de turnover e ainda pode gerar problemas de conflito na equipe, o que influencia diretamente na motivação.

Aza ContabilidadeComo motivar funcionários? Pesquisa diz que até pizza tem mais efeito que dinheiro

Related Posts