Informativos

Reserva de emergência: um passo a passo para montar a sua

Hoje, o Brasil possui mais de 60 milhões de pessoas endividadas e, segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), guardar dinheiro é a principal meta financeira do brasileiro para 2020 (49%). De acordo com a mesma pesquisa, manter uma reserva de emergência também foi o objetivo de muitas pessoas em 2019. Porém, 83% dos entrevistados relataram não terem conseguido concretizar este desejo. Como fazer?

Para Carlos Terceiro, fundador e CEO do Mobills, aplicativo completo para gestão de finanças pessoais, a falta de controle das finanças é um problema social e que está relacionado a quatro fatores principais: não ter planejamento financeiro, usar o cartão de crédito como extensão da renda, gastar mais do que ganha e não economizar dinheiro.

Situações inesperadas acontecem a todo momento. Por isso, é tão importante ter uma reserva de emergência focada em duas coisas: segurança e liquidez. Uma boa reserva deve ser capaz de suprir pelo menos seis meses das despesas mensais em situações de imprevisto. Carlos explica que o dinheiro guardado para essa finalidade deve ser aplicado em investimento de renda fixa. “Mesmo um grande investidor de renda variável tem uma reserva de emergência em investimentos em renda fixa, como o Tesouro Direto e CDBs”, completa.

Para montar uma reserva de emergência não é necessário ganhar muito ou ser expert em finanças, mas sim ter um planejamento eficiente. Para quem quer ter uma relação mais saudável com o dinheiro em 2020, Carlos lista as dicas abaixo:

Estabeleça metas realistas

As metas são mais mensuráveis que os objetivos, por esse motivo faça uma análise de onde você está hoje, conheça bem os seus planos financeiros e trace metas específicas. Isso lhe auxiliará na elaboração de estratégias para o seu orçamento mensal, tornando mais fácil estabelecer metas de economia para juntar dinheiro.

Faça o planejamento de ganhos e gastos

Controle financeiro é fundamental. Aplicativos de gerenciamento financeiro como o Mobills podem te ajudar nesse sentido. Se preferir, monte uma planilha com todos os gastos e ganhos do mês. O importante é não perder o controle da entrada e saída do dinheiro.

Corte gastos desnecessários

Depois de fazer a análise de como o dinheiro está sendo utilizado, é possível distribuí-lo em categorias e, assim, eliminar os gastos prejudiciais à saúde financeira.

Invista para montar uma reserva de emergência

Direcione, no mínimo, de 5% a 10% da sua renda líquida mensal para a sua reserva de emergência. No momento de aplicar o dinheiro da reserva financeira lembre-se que o rendimento não é o mais importante neste caso. Desse modo, opte por investimentos de baixo risco e com liquidez diária.
Aza ContabilidadeReserva de emergência: um passo a passo para montar a sua