Informativos

Conheça as habilidades interpessoais mais procuradas para profissionais

As chamadas habilidades interpessoais (em inglês, soft skills) têm chamado cada vez mais a atenção das empresas. Elas ajudam a medir como o profissional se comporta em determinadas situações, além de sua relação com outras pessoas. Segundo estudo feito recentemente pelo LinkedIn, maior rede social profissional do mundo, mais de 90% dos recrutadores afirmam que as soft skills importam tanto ou mais que as competências técnicas. Pensando nisso, o LinkedIn elencou as habilidades interpessoais mais buscadas¹ em vagas de vendas, marketing e software. Confira!


Vendas – Cerca de 65% dos gestores de contratações de vendas concordam que a falta de competências interpessoais entre os candidatos limita a produtividade da empresa. Embora sejam difíceis de detectar, as competências interpessoais são fundamentais para o trabalho em vendas. Para ser um bom candidato na área, o profissional deve demonstrar:

Ambição: Alguém motivado para estabelecer metas e realmente alcançá-las. O talento ideal deve se esforçar e para exceder a cota e atingir os objetivos da empresa.

Integridade: Bons funcionários de vendas são confiáveis e irradiam integridade.

Adaptabilidade: Um candidato de vendas deve demonstrar aptidão para pensamento crítico e flexível, além de capacidade para se destacar em um ambiente ágil onde as mudanças são inevitáveis

Foco no cliente: Saber equilibrar processos e relacionamento no dia a dia com parceiros estratégicos é uma habilidade primordial.

Proatividade: Um forte candidato valoriza as oportunidades de crescimento. São pessoas que demonstram inteligência emocional, curiosidade e potencial de liderança elevados.

Marketing – Nem sempre é fácil definir um cargo em marketing. Por ser uma área abrangente, existem diversas opções de atuação. Contudo, uma coisa é certa: todos precisam possuir as habilidades abaixo.

Criação de relacionamentos: Bons profissionais de marketing devem ser capazes de cultivar e promover relacionamentos com todos com quem trabalham, interna e externamente.

Contar histórias: Na era digital, bons profissionais de marketing são também bons contadores de histórias. Os candidatos devem ser capazes de trabalhar um storytelling envolvente, que eduque, esclareça e motive.

Adaptabilidade: Como o cenário atual do marketing está em constante evolução, flexibilidade é fundamental. As empresas buscam um talento motivado, curioso e interessado em explorar novas tendências ou tecnologias.

Inovação: Cada função tem seus próprios desafios, mas um profissional que consiga pensar de forma original para comunicar, gerar e promover resultados trará grande valor.

Acréscimo à cultura: Alguém que traga valor à cultura da empresa e que possa aprimorá-la para apoiar a inclusão e a diversidade.

Engenheiros de software – Engenheiros de software estão entre os talentos mais requisitados, recebendo até três vezes mais interesse de recrutadores no LinkedIn do que os demais usuários. O engenheiro de DevOps, por exemplo, foi o cargo mais recrutado em 2018. Neste cenário competitivo de recrutamento, encontrar excelentes talentos com excelentes competências técnicas e interpessoais pode ser difícil. Quem tiver as habilidades abaixo, certamente se destacará.

Adaptabilidade: Os melhores candidatos se sentirão confortáveis ao passar dias corrigindo erros e escrevendo códigos enquanto trabalham em diferentes programas.

Espírito de equipe: Excelentes engenheiros sabem que nenhum profissional ou equipe pode trazer sucesso à empresa sem a colaboração com outros. Eles conhecem a importância do trabalho conjunto para o bem maior.

Ser acessível: Prontidão para ensinar e ajudar os outros significa que o candidato estabeleceu uma forte sintonia com sua equipe e que se comunica bem.

Curiosidade: Disposição para aprender continuamente é essencial para o sucesso, já que tendências e tecnologias estão sempre em evolução.

Assumir responsabilidades: Pensadores independentes podem fornecer soluções únicas para problemas e têm a capacidade de reconhecer quando precisam trabalhar independentemente e quando precisam da ajuda de colegas.

“As habilidades interpessoais não são sempre algo que obtemos em um diploma ou certificado. O profissional interessado em desenvolvê-las pode investir em treinamentos, convivência com colegas, feedbacks, conversas com mentores e até mesmo cursos rápidos voltados a soft skills”, comenta Milton Beck, diretor geral do LinkedIn para a América Latina.

¹O ranking foi elaborado pelo LinkedIn com a ajuda do LinkedIn Talent Insights, ferramenta de inteligência artificial que oferece em tempo real, por meio do banco de dados do LinkedIn, análises estratégicas sobre concorrência, perfis de contratação, distribuição geográfica de cargos, habilidades mais procuradas para determinadas funções, engajamento de talentos com uma marca, e muito mais.

 

Aza ContabilidadeConheça as habilidades interpessoais mais procuradas para profissionais

Related Posts