Informativos

Investindo melhor o seu dinheiro: Desculpas mais comuns de quem não se controla

O hábito de poupar e de se planejar ainda não é uma realidade para a maior parte dos brasileiros. Segundo o educador financeiro, André Massaro, ter dificuldades com a gestão do dinheiro é, infelizmente, um traço natural dos seres humanos. “Ao invés de guardar dinheiro hoje para ter um amanhã melhor, as pessoas têm preferência em gastar no curto prazo pois, às vezes até de forma inconsciente, não confiam no futuro”.

Lidar com o dinheiro sem ter controle sobre os gastos e ganhos é como ir para algum lugar, que não se conhece, sem um mapa. As chances de se perder no meio do caminho são grandes. Essa é a situação de 46% dos brasileiros, segundo pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

De acordo com a mesma pesquisa, oito em cada dez brasileiros (78%) admitem que não estão se preparando para o futuro. A idade média com que os entrevistados começaram a poupar para a aposentadoria é de 28 anos.

Pensamentos conflitantes sobre o dinheiro dificultam o gerenciamento das finanças. Inclusive, ‘mentiras’ e racionalizações acabam sendo criadas para justificar comportamentos inapropriados para o controle do dinheiro.

As principais desculpas

Renda Insuficiente

A desculpa padrão da maioria das pessoas que não consegue guardar dinheiro é que ganha pouco. Isso não é desculpa para manter as contas em ordem e até mesmo criar uma reserva de emergência.

“A saúde financeira é construída muito mais com controle de gastos do que com mais dinheiro”, explica Massaro.

Se o outro faz, também se pode fazer

Um impulso natural das pessoas é comparar, especialmente com conhecidos, como amigos, parentes e vizinhos. Porém, cada um tem uma realidade financeira diferente. Basear decisões financeiras em terceiros pode causar descontrole da renda. Um exemplo prático é o clássico “vizinho que troca de carro”, só que não se sabe se o vizinho economizou por anos ou se ele se afundou em dívidas para comprar o veículo.

Começar a investir dinheiro no mês que vem

Esta é a mentira número um daqueles que dizem que vão começar a controlar o dinheiro. A famosa frase “começo na segunda-feira” (como nas dietas). Dia, semana ou mês são coisas que têm pouco ou nenhum significado, servem apenas para situar e organizar o tempo. André Massaro explica que “não viramos pessoas diferentes no próximo mês. Não há algum tipo de fronteira que separa um mês do outro e que faz com que as coisas sejam, subitamente, modificadas. Esse tipo de desculpa é mera protelação para se tomar uma atitude”.

O importante é pensar positivo

Essa é a mentira favorita daqueles que não possuem uma reserva de emergência. Ao saber que não se tem nada guardado para algum imprevisto, joga-se a “bomba” do descontrole financeiro para o pensamento positivo. Espera-se que nada de errado possa acontecer e, que as coisas possam ser resolvidas naturalmente, sem que se esteja preparado.

A lista de pretextos falsos é potencialmente infinita, mas acima foram listadas as mais comuns (e não menos perigosas). Novamente, é da nossa natureza ter dificuldade em gerir o dinheiro (https://bit.ly/2yEL8hP), mas é preciso ficar atento, especificamente, ao tipo de pensamento que leva a enxergar coisas e comportamentos que são danosos como se fossem normais.

Aza ContabilidadeInvestindo melhor o seu dinheiro: Desculpas mais comuns de quem não se controla

Related Posts