Informativos

Descubra os oito mitos mais comuns do empreendedorismo

Falar sobre empreendedorismo virou moda, o tema está evidente na internet, blogs, em eventos e nas conversas dos mais diversos círculos de amizade. Por que a conversa sobre empreendedorismo encanta tanta gente?

Em um país onde empresários abrem e fecham as portas antes de completar três anos de operação é possível alcançar uma vida estável, equilibrada e feliz através do empreendedorismo?

Com certeza é possível, mas é necessário passar longe de algumas armadilhas e de promessas milagrosas.

Se você está pensando em iniciar a maravilhosa jornada do empreendedorismo é necessário se livrar de alguns mitos sobre esse tema.

Vamos aos oito principais mitos:

1- Dono de empresa tem que fazer curso de administração

Quem faz o curso de administração adquire ferramentas para administrar um negócio, mas isso não quer dizer que apenas as pessoas que fazem o curso de administração de empresas irão ter sucesso no mundo do empreendedorismo.

É certo que todos que querem se aventurar nessa jornada vão precisar aprender um pouco sobre vendas, marketing, contabilidade, finanças, produto e logística.

Ainda assim é importante ficar claro que não é necessário cursar 4 anos de administração para estar apto a iniciar um negócio.

2- É preciso ter muito dinheiro para empreender

Existem muitos negócios que realmente exigem um investimento inicial alto, mas isso não é uma regra. É importante procurar informações sobre a área que você quer atuar para saber qual o investimento necessário, mas ele pode variar de R$ 2.000 até milhões de reais. (Existem empresários que dizem que é possível iniciar até com menos do que R$ 2 mil). Vale a pena procurar um pouco mais sobre o investimento inicial necessário para o seu ramo de negócio.

3- Empreendedor trabalha pouco

Esse é o maior e mais perigoso dos mitos apresentados até agora. Principalmente no início é necessário trabalhar muito para compensar o fato de que o empreendedor não tem um produto, carteira de clientes e nome no mercado.

É necessário trabalhar muito para construir esses ativos, e mesmo depois de construir tudo isso é preciso um alerta: Quem não está indo pra frente está indo pra trás, nunca se deve perder o foco nos negócios porque um negócio estável, sem crescimento é o mesmo do que regredir. Temos que lembrar que os concorrentes provavelmente estão investindo e estão crescendo.

4- Tudo que uma startup precisa é encontrar um investidor

Muitas empresas em estágio inicial procuram investidores para bancar os primeiros custos de desenvolvimento de produto e aquisição de clientes. Você precisa fazer uma pergunta pra si mesmo: Eu investiria o meu próprio dinheiro ou o dinheiro da minha família neste negócio?

Se a resposta for sim, sem pestanejar você já está um passo à frente, mas lembre-se, o empreendedor precisa oferecer garantias ao investidor.

Por outro lado é importante que o investidor não possua uma participação grande no negócio a ponto de só querer exigir a retirada de dividendos e não estar interessado no seu desenvolvimento.

5- É preciso ter uma ideia altamente inovadora

Realmente é importante construir características que diferenciem o produto da sua empresa do que já existe no mercado. Um mercado já desenvolvido não impede a entrada de novas empresas, sempre vão ter clientes que estão insatisfeitos com o estado atual de atendimento, preço, qualidade, entrega entre outros.
Talvez não seja possível derrubar o líder, ou criar a próxima gigante da tecnologia utilizando um plano de negócios pré-existente, mas é possível abrir uma empresa de sucesso sem ter um produto totalmente diferente de tudo que já existe.

6- Empreender é só pra pessoas jovens

Não existe idade para empreender, diversos grandes empresários iniciaram a sua jornada com mais idade do que a maioria das pessoas. Vamos a alguns exemplos: Harland Sanders do KFC Chicken (62 anos), Henry Ford (45 anos), Ray Kroc do Mc Donald’s (52 anos), Roberto Marinho da Rede Globo (61 anos).

Esses exemplos mostram que a idade do fundador não é determinante para o sucesso da jornada.

7- Empreender é o melhor meio pra ficar rico

Existem diversos empreendedores que ficaram milionários (até bilionários) depois de começarem a empreender.
Eles servem de exemplo e inspiração pra diversos empreendedores que só querem abrir seu negócio para conseguir dinheiro e fama. Lembre-se de que o empreendedorismo também é sobre criação de um legado, é sobre trazer mudanças positivas pra sociedade e não apenas sobre dinheiro.

Seguem alguns exemplos de empreendedores bilionários: Bill Gates (Microsoft), Steve Jobs (Apple), Mark Zuckerberg (Facebook).

É importante lembrar que esses exemplos não são a regra, mas a exceção.

8- É importante ter um bom currículo para empreender

O currículo é apenas um pedaço de papel, ele não reflete fielmente a experiência da pessoa. Existe um grande debate sobre a necessidade de fazer faculdade para empreender ou não.

A verdade é que não há uma regra sobre a necessidade do diploma, mas com certeza uma necessidade de agregar diversas ferramentas e conhecimentos para empreender com sucesso.

O maior engano é achar que esse conhecimento está disponível apenas nas instituições de ensino. Tão importante ou até mais importante é o conhecimento adquirido pela experiência, pela tentativa e erro e pelo exemplo.

Aza ContabilidadeDescubra os oito mitos mais comuns do empreendedorismo

Related Posts